quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Prémio 5 Estrelas... Uma Mensão Honrosa...

...a publicação da história em livro pela Porto Editora:

"Uma escola sem portas nem janelas"



Conseguimos uma Mensão Honrosa, aquilo que ambicionávamos: ter o nosso trabalho editado num livro (como podem verificar no extrato do regulamento mais abaixo).


Pois é verdade, parece um sonho tornado realidade. O nosso texto"uma escola sem portas nem janelas" obteve uma mensão honrosa no Correntes d’Escritas – Encontro de Escritores de Expressão Ibérica, que em 2009 comemora dez anos. Hoje a Sessão Oficial de Abertura ficou marcada pelo anúncio dos vencedores dos Prémios Literários Casino da Póvoa, Correntes d’Escritas /Papelaria Locus e Correntes d’Escritas/Porto Editora. E o nosso trabalho foi ali anunciado com uma mensão honrosa. Podem ver em baixo a decisão do Júri com os nomes dos vencedores. Faz um cliK sobre a imagem para veres melhor.



Parabéns aos meus alunos pelo empenho que demonstraram aquando da construção da história e pelo merecido prémio.






Regulamento:
(…)
5 – O PRÉMIO CONTO INFANTIL CORRENTES D’ ESCRITAS / PORTO EDITORA consta de:
1000 € para a escola de onde seja proveniente o trabalho que fique classificado em 1º Lugar; 500 € para a escola de onde seja proveniente o trabalho que fique classificado em 2º Lugar; 250 € para a escola de onde seja proveniente o trabalho que fique classificado em 3º Lugar; edição de livro pela Porto Editora com os trabalhos premiados (1º, 2º e 3º Lugares) e menções honrosas se as houver.








Ministro defendeu participação dos cidadãos na valorização da língua e da escrita
Póvoa de Varzim, 11.02.2009 - Durante a conferência de abertura do 10.º Correntes d´ Escritas, esta tarde na Póvoa de Varzim, o ministro da Cultura, José António Pinto Ribeiro, deixou um apelo à mobilização dos cidadãos “para tarefas culturais urgentes” que valorizem a língua e escrita.

Falando para uma plateia que encheu por completo o auditório do renovado Museu de Etnografia e História da Póvoa de Varzim, o ministro apelou à utilização das bibliotecas públicas, escolas e universidades para a dinamização da língua. “Criem espaços e invadam-nos com pessoas e com coisas que tenham a ver com a língua. Essas correntes que assim formarem são o maior e mais necessário instrumento de coesão social”.
A língua e a escrita, dimensões “tão diferentes”, mas de uma relevância fundamental. “A língua é algo de absolutamente essencial. Traduz uma forma de pensar, de sentir e de nos exprimirmos no mundo É a língua quer nos liberta da nossa condição de animais. Estabelece laços de entendimento. É mais forte do que o sangue”. Por outro lado, “a nossa verdadeira humanidade começa com a escrita. É através da escrita que se guarda o que se pensou”.
Para o ministro “era importante que houvesse um Plano Nacional de Escrita” e, em simultâneo, “investir na motivação dos professores para ensinarem a ler a escrever com rigor e imaginação”.
Afirmando-se “favorável ao multilinguismo”, mas também defensor de uma “política de afirmação, expressão e divulgação da língua portuguesa, e não apenas da língua portuguesa culta e erudita” o ministro disse que a “reestruturação do Instituto Camões e a criação de um Fundo para a Língua, já dotado de 30 milhões” fazem parte dessa política de internacionalização que Portugal deve assumir tal como os espanhóis o fizeram.



ver notícia em :http://www.cm-pvarzim.pt/



11 comentários:

Anónimo disse...

Olá amigos,adorei receber a «Mensão Honrosa» e de saber que o texto construído por nós vai ser editado num livro pela Porto Editora.
Beijos da amiga Rafa !

Anónimo disse...

Olá eu sou a Maria e gostei muito de ganhar a «Menção Honrosa». O texto foi muito divertido porque estivemos com o calor dos amigos.
Beijinhos da Maria.

Anónimo disse...

Foi bom e divertido escrever o texto com os meus amigos. Gostei de ganhar o prémio. Fátima

Isabel Santos disse...

Olá a todos,
Antes de tudo quero dar-vos os PARABÉNS.

Vocês são meninos com talento, por vezes é que não se aplicam o suficiente e depois ... as coisas não correm muito bem.

Estou muito orgulhosa por terem conseguido a "Menção Honrosa", quer como vossa amiga quer como mãe de um dos meninos.
Fiquem bem e continuem a aplicarem-se.
Mil e um beijinho do meio do Oceano Atlântico,

Isabel Santos

Bea disse...

MILHÕES de Parabéns...bjs

Professora Maria José disse...

Muitos parabéns pela "Menção Honrosa" que receberam!!!
Deve ser um grande orgulho para vós!
Gostávamos de conhecer a história...

Um grande beijinho para a turma e para a sua professora, dos amigos Escritores de palmo e meio e da sua professora Maria José!

Gabriel disse...

Olá
Parabens a todos pelo vosso empenho, uma menção honrosa deixa a todos os Pais muito orgulhosos.

Por todo o empenho e paciência que tem com os nossos meninos, e nesta fase com o meu em especial
Obrigado Professora Teresa.

Gabriel Miranda

Marco Paulo Santos disse...

Hoje uma menção honrosa, amanhã um lugar de destaque maior, e um dia, quem sabe, escritores maravilhosos a sério. Portugal precisa de vocês. Continuem o bom trabalho e parabéns para vocês. Para a professora Teresa um agradecimento especial pelo bom trabalho profissional.

Pedro disse...

Nós quando queremos somos criativos mas só quando queremos!Espero que no concurso da Caminho estejamos entre os três primeiros.Boas leituras e boas escritas!

Ferreiritas disse...

Olá amigos
Nós somos os Ferreiritas da escola EB1 de Estrada, Ferreiros, Braga. Nós costumamos ver o vosso blogue e achamos o máximo!
Parabéns por terem ganho este prémio!
Nós também concorremos ao Concurso "Uma aventura... literária 2009". Vamos ver se temos a vossa sorte! Um grande beijo pra vocês e para a vossa espectacular professora.

Margarida disse...

Parabéns! Vocês merecem o vosso texto está um mimo.